WhatsApp-Image-2024-05-10-at-21.36.09-1

Por: Michele Faifer

No dia 24/04, o Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) de Barra do Garças foi palco de uma iniciativa que promete deixar um sorriso mais saudável na comunidade indígena local. Organizado pelas acadêmicas Amanda Fernandes, Lana Resende, Lethicya Oliveira, Nikole Santana, Pamella Galvão e Yasmin Moura, sob a supervisão da docente Me. Natalina Galdeano Abud Chaud, o projeto de Educação em Saúde Bucal visa promover hábitos saudáveis de higiene bucal entre os povos indígenas.

O tema do projeto surgiu da necessidade de abordar a complexa questão da saúde bucal indígena, que envolve aspectos culturais, sociais e econômicos. A falta de acesso a serviços odontológicos adequados, aliada aos hábitos alimentares tradicionais e à presença de doenças crônicas, motivou as acadêmicas a compartilhar conhecimento e práticas preventivas com a comunidade.

Durante a apresentação realizada no CRAS, foram abordados temas como prevenção da cárie, doenças periodontais, programas de saúde bucal para povos indígenas, técnicas de higienização e escovação. Ao final do evento, foram distribuídos kits de higiene bucal para incentivar a prática dos ensinamentos compartilhados.

Essa iniciativa, que já está em andamento, tem como objetivo não apenas levar conhecimento para a população indígena, mas também proporcionar uma troca de saberes enriquecedora para os universitários envolvidos. Os participantes, que estão no 5º semestre do curso, destacam a importância de vivenciar e compreender a realidade das pessoas atendidas pelo CRAS.

Além disso, o projeto estabeleceu parceria com a direção do CRAS, ampliando seu alcance para toda a sociedade, incluindo outros públicos-alvo como grupos de mães e idosos. A diretora do CRAS de Barra do Garças, Danny Francielly, expressou sua satisfação com a iniciativa das acadêmicas: “uma iniciativa ótima, as acadêmicas estão de parabéns. O pessoal gostou bastante e só assim conhecemos a realidade das pessoas que frequentam o CRAS. É muito bom ter essa participação com as acadêmicas, o CRAS está de portas abertas para vocês. Essa iniciativa é muito boa para todos os envolvidos”.

Com essa ação, as acadêmicas demonstram não apenas compromisso com sua formação acadêmica, mas também responsabilidade social e sensibilidade para com as necessidades da comunidade, promovendo impacto positivo e construindo um futuro mais saudável e informado para todos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

plugins premium WordPress